Fernando Luz

Marketing Viral | Causa ou Efeito?

Posted in 1 by fernandoluz on agosto 13, 2009

viral-marketingHá algum tempo, fui na Jump Academy aprender sobre Marketing Viral. Os professores eram excelentes, mas a matéria é tão simples que não ajudou muito. Basicamente, o que todos diziam com ênfase é que viral não é causa, é efeito. Ou seja, não se faz um viral, se faz algo tão bom que tem potencial para se espalhar por aí e, portanto, viralizar.

Tão simples que poderia ser ensinado em um micropost.

Pensando nisso, semana passada postei no twitter um #microcurso sobre como fazer um viral: (1) Crie algo excelente; 2) Publique, que vai pegar; 2) Pegou? Parabéns. Não pegou? Volte à etapa um.)

É claro que o post foi irônico. Eu não acho viral uma bobagem. Pelo contrário. Criar algo que desperte o interesse das pessoas a passarem adiante, de tal maneira que não haja um interneteiro que nunca tenha ouvido falar sobre, é um feito extremamente considerável.

Tanto, que uma galera enorme twittou durante essa semana que têm três vontades na vida: Plantar uma árvore, ter um filho e fazer um viral.

Existem vários blogs que falam exclusivamente sobre viral, agências que trabalham especificamente nessa área, além, é claro, de uma imensa lista de ações que “viralizaram”.

Vou resumir indicando o blog simviral, o site “Você deveria ter visto” e o meu e-mail (ftsl@ig.com.br) caso queira saber mais sobre o assunto.

Por enquanto, o que criei e chegou mais perto de viralizar foi o perfil do twitter @microrresenhas, onde, juntamente com meu amigo e designer Bill Szilagyi, publico pequenas resenhas sobre os filmes que vemos. O perfil tem um pouco mais de três meses e quase 900 seguidores, com uma média de 10 novos por dia. Não é assim um “Tapa na Pantera”, mas estamos chegando lá.

Sempre à procura da idéia perfeita, para o viral perfeito.

Anúncios

3 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Fernando said, on agosto 13, 2009 at 7:58 pm

    Acho que vou viralizar esse post.

    abs!

  2. Felipe Carriço said, on agosto 14, 2009 at 1:40 pm

    Certa vez tive um “arranca-rabo” com uma de minhas professoras ao defender que o marketing viral era o efeito gerado em uma campanha, e não uma intenção propriamente dita.

    Ótimo tema. Faltam explicações para esta modalidade de marketing.

  3. fernandoluz said, on agosto 14, 2009 at 1:56 pm

    @Fernando,

    hehe! Eu fico muito grato. 🙂

    @Felipe,

    Ainda é tudo meio novo nessa área.
    Mas com bom senso, calma e, sobretudo, criatividade, a gente chega lá. 😉

    abçss


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: